sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Vazio

Doendo, dor quase como numa canção da Bethânia. E eu tenho tanto pra falar e quase nada de coragem para dizer para as pessoas certas as palavras quase certas.
Eu sinto que abraço a solidão, e não tem vista para o mar.

2 comentários:

Fernando Bassat disse...

Com você sempre tem vista para o mar, solitário mas tem. Beijo minha amiga.

Prof. Esp. Daniel Freitas Saes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.