domingo, 21 de setembro de 2008

Necessidade

Tem gente que espera a semana toda pra sair sábado à noite, ok, sair é legal, bacana, mas muitas vezes não é necessário. Podemos nos divertir horrores estando em uma boa companhia, com um amigo que te conhece e te faz rir, um whisky na mão e alguns vídeos musicais (alguns sérios, outros engraçadíssimos), um filminho do Almodovar e telefonemas da sua querida/querido.
Ontem rolou "Volver" novamente, e tocou aqui na vitrolinha Madonna, Marisa, Marina, Raul Seixas numa entrevista sem pé nem cabeça com o Jô Soares, Bee Gees num vídeo horroroso para nos lembrar que as décadas passadas nem foram tao boas assim, Janis e seu show histórico na Alemanha, Michael Jackson quando era negro e na fase branca dançando com Naomi Campbell, Jolie cantando "I did my time" ao lado do Korn, a sujeirada e delícia de "Closer" do Nine Inch Nails, Barry White embriagadíssimo num clipe quase surreal, Amy cantando deliciosamente só com violãozinho "Love is a Losing Game" e despirocada em "Beat it".
Eu sempre prefiro não ter o "necessário" e "obrigatório" no meu dicionário. Porque o necessário no caso é viver a vida da maneira que acontecer.
Tears.

3 comentários:

Lara disse...

Tears, baby!

Gean disse...

Marinha, amei seu texto! É muito bom gostar do simples, daquilo que se apresenta na hora...
Mas que estória é essa de Raul Seixas? rsrs
Faz tempo que não apareço...estou testanto a liberdade de aparecer só quando quero. Tem gente muito brava comigo por conta destes desaparecimentos...

Beijim da amiga ausente mas presente ou vice -versa..rs

Helena disse...

Não teve The Killers?