sexta-feira, 27 de março de 2009

In Dreams

A menina passa por mim com uma rosa branca presa no cabelo preto escorrido, calça jeans rasgada, camiseta suja e tênis maltrapilho.
Senta num bar imundo, acende um cigarro e pede uma cerveja. Brinda sozinha pelo dia cansativo, pela noite fétida que virá, pelos sonhos mutilados com o tempo e passa a mão nas rugas que já se formam perto dos olhos e sorri um sorriso amarelo, quase perdido.
Mas ela ainda sorriu e ainda tem uma rosa.
Que venham os dias...

5 comentários:

Fernando Bassat disse...

Essa menina é um pouco você?

Anônimo disse...

... e poético.

Débora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gean disse...

Aha, minha amiga está poetica!
Gostei muito!


Beijo Ma.

Anônimo disse...

me identifiquei. hehehe