terça-feira, 19 de maio de 2009

So boring...

E não é que o chato do Lars Von Trier está de volta!! Tá lá em Cannes divulgando seu novo filme, "O Anticristo" e proclamando à todos os jornalistas - que odiaram o filme - que é o melhor cineasta do mundo (exatamente com essas palavras).
Pegando como exemplo seus filmes anteriores: "Dançando no Escuro" e "Dogville", fica claríssimo que o diretor precisa tanto de aulas de cinema quanto de humildade e boas maneiras.
Falando em pessoas humildes, no Caderno Mais do jornal Folha de São Paulo aparece a ilustríssima Fernanda Montenegro informando que na Europa ela só trabalharia com Antonioni e nos Estados Unidos, com Kubrick e Altman. E que atualmente só há um grande diretor de cinema: Pedro Almodovar.
Pois eu acho que atualmente há muitas grandes atrizes espalhadas pelo mundo, e que ela não está entre elas.
Quanta prepotência...

8 comentários:

Valentina disse...

Interessamos no que diz pessoas públicas já que esperamos que elas digam algo que nos acrescentem mas a prepotência tá tomando conta de muita gente, e a mídia colabora para continuar a dar ouvidos a determinadas pessoas que não são tão relevantes quanto elas acham que são.

Gean disse...

A Fernanda se acha 'o último biscoito do pacote'!!A humildade é um bom antídoto para certos tipos de comportamentos 'sem noção'...ai,ai.

Mila disse...

Ah... Eu gosto da Fernanda apesar dela ser prepotente, rs.
Ué, ela tem direito de sonhar com que ela quer trabalhar, isto não quer dizer que ela seja a escolha deles, rs.
Sobre o Von Trier, acho que isto na verdade é jogo de cena para se manter na mídia e acho mais divertido ainda os comentários de gente que não entendeu patavinas dos filmes dele, mas acha "cult" dizer que gostou.

Gean disse...

Mila, eu tbm gosto da Fernanda Montenegro! mas ela ficar escolhendo diretor mundial ao seu bel-prazer (Dando uma paradinha pra limpar o veneno..rs)..bem , não li o 'original' do que ela falou mas pelo texto da Mara a Fernandinha tá se achando! rsrs

Gean disse...

logo se conclui que a 'culpa' é da Mara! rs, lembra do inferno são os outros? rsrsrs

Mila disse...

Gean, eu imagino o seguinte, a mulher não deve mais precisar trabalhar pra viver, já deve estar meio de saco cheio de fazer qualquer papel, daí junta um pouco da prepotência mais a mídia que a coloca num pedestal e a disponibilidade de grana, o resultado é este, rs. O que não fica claro é se ela desejaria trabalhar com o Almodovar ou se o acha apenas o melhor diretor da atualidade. Os outros 3, se não estou enganada, já estão mortos. Agora veio a dúvida: ela não vai mais trabalhar ou só trabalha com diretores brasileiros? rs.

Helena disse...

De todos os filmes do dinamarquês o único que ainda dá pra engolir meio que a seco é dançando no escuro, por causa da bonitinha da Bjork. O resto é de uma imbecialidade tamanha (acho que até o Caligaris falou dos filmes desse homem de modo depreciativo).
A Fernanda Montenegro é superestimada, porque há no Brasil pelo menos umas 20 melhores que ela.
E sim, todos os diretores com quem ela gostaria de trabalhar estão mortos, então é só uma maneira dela de tentar enganar os bobos, porque ela não tem coragem de dizer que a carreira dela lá fora não engrenou. E chique mesmo deve ser trabalhar com o Walter Salles.
Realmente, muita chatice nesse mundo.

Gean disse...

Vai ver ela está falando de um trabalho no além-túmulo!!! kkkkk