segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Atualidades

Ultimamente ando preferindo um filminho bobo da Julia Roberts à Antonioni, revistas de informações passageiras à Cult e Bravo da vida, livros de crônicas cotidianas aos intelectuais-filosóficos-chatos.
Quero deitar na cama sem grandes dores de cabeça ou dúvidas existenciais, poder comprar meu whisky sem perder qualquer tipo de paz, ganhar meus beijos da noite e dormir de conchinha e tranquila, e poder me sentir feliz sem mais.
Muitas vezes, o conhecimento - qualquer tipo dele - pode ser uma grande chatice.
Verdade seja dita, quem admite isso nos dias atuais?

4 comentários:

Karina disse...

Estou com você...rs.Beijo

Anônimo disse...

É uma pena. E pior é que você esteja feliz com essa sua constatação.

Lisa Alves disse...

As vezes prefiro a isso tudo assistir meu hamster correr na sua rodinha.

beijos

Nadja Reis disse...

Interessante seu blog!


Também interesso-me muito por psicanálise...


bjosss


:)