quarta-feira, 9 de junho de 2010

Ordem, progresso e hipocrisia


Os patriotas começam aparecer. Basta ter mais um início de copa do mundo que as pessoas já estendem suas bandeiras nas janelas das casas, apartamentos, carros. Vestem a camisa oficial de não sei quantos reais da seleção, fecham seus estabelecimentos para assistirem os jogos, compram televisões de 42 polegadas que mal cabem na sala para pagar a perder de vista e todas as bugigangas necessárias para fazer barulho e incomodar os outros mortais que detestam futebol.

Não detesto futebol, mas sou do contra. Já torço para que a seleção volte para o Brasil na primeira fase, primeiramente porque não sou patriota e segundo porque não sou falsa-patriota. Meus ideais se perdem todos ao vizualizar uma banheira com água quentinha e um uísque com três pedrinhas de gelo.

Você é brasileiro com orgulho? (díficil entender o porquê), mas em todo caso, se é, você vota conscientemente nos candidatos aos cargos públicos e mais tarde cobram deles o que prometeram? Você vai bater panela para protestar contra as bandalheiras todos do nosso governo corrupto? Você é voluntário em campanhas para melhorar nosso serviço de saúde, nossa educação precária, nossa cultura debilitada? Você trabalha em campanhas contra a fome dos brasileiros que mal têm onde dormir?

Se a resposta para a maioria dessas questões é: eu não faço nada, então vamos todos concordar com o chatíssimo do Renato Russo quando escreveu: "Vamos celebrar a estupidez do povo, nossa polícia e televisão, vamos celebrar nosso governo, nosso estado que não é nação, celebrar a juventude sem escolas, nossas crianças mortas, celebrar nossa desunião..."

Vamos celebrar a hipocrisia de quem grita gol do Brasil.

5 comentários:

Helena disse...

Cada um tem uma maneira de olhar esse assunto. Concordo com o que você escreveu mas acho que os mesmos pobres coitados desse país merecem ter alguma alegria de vez enquando; Futebol é a alegria deles. Beijos, querida.

Lara Rodriguez disse...

Ma,as vezes v.é muito radical...mas te adoro mesmo assim.bjo

Leandro Negreiros disse...

Acho que as duas situações são viáveis e bem-vindas... É possível ser patriota em época de copa e em época de eleição. Por que não? Pra falar a verdade, não considero bandeira na janela e camisa da seleção no corpo demonstrações de patriotismo. O conceito é mais complexo que isso.

Kika disse...

Gostei!!
Eu, particularmente, vou torcer para Costa do Marfim =)

Beijo e tente se divertir como puder!!
Kika

Fernando Bassat disse...

Talvez vestir a camiseta da seleção não seja uma demonstração de patriotrismo, mas as pessoas enxergam dessa maneira, acho que foi isso que a Mara quis dizer e super concordo com ela.
Galera, o Brasil não é só FUTEBOL. Que chatice sem fim! E que a Argentina ou França ou ITália ou qualquer país do mundo exceto o Brasil leve o caneco!!
Beijo diva