segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Discurso de um Casamento

Eu estou aqui para dizer palavras enaltecedoras sobre os noivos, principalmente sobre meu primo/amigo/irmão. Só que nem sempre nossa relação foi amistosa. Aliás tinha tudo para sermos eternos inimigos desde o dia em que eu, criança carente, lá pelos meus dez anos lhe entreguei meu diário para que ele escrevesse algo bonito e delicado. E eis as palavras desse cavalheiro: você é gorda, feia e nunca vai casar. Claro, fiquei ainda mais carente e mais complexada. Ou da vez que a gargalhada dele que lhe é tão peculiar ecoou em um shopping center quando a perna dele me fez mergulhar no chão, e sim, o shopping estava lotado! Mas, ele cresceu e amadureceu, a partir disso ele apenas colocava mariposas gigantes no meu armário, me fazendo correr e gritar pelada pela casa. Acho mesmo que o Daniel nunca amadureceu. Nem eu. Estamos quase a beira dos quarenta com espírito de dezoito ou menos, mas é por isso, por termos almas tão inquietas, questionadoras e apaixonadas quanto os adolescentes que nos completamos.

O conhecimento do Daniel é surpreendente, e ele é tão humilde nesse ponto porque ele compartilha esse conhecimento e me faz uma pessoa melhor, e Édria, espero que isso também te faça melhor porque amor também é conhecimento, conhecimento é amor. Esse homem é um dos poucos grandes amores da minha vida porque é carinhoso, honesto, sincero e gentil e sempre me estendeu a mão mesmo muitas vezes não concordando comigo e espero que ele faça isso todos os dias em relação a você, Édria, que ele te ampare e lhe dê colo, que te faça a mulher mais feliz do mundo porque eu sei que ele é capaz e por outro lado, Édria, espero que você faça desse gigante de coração infinito o homem mais afortunado dessa Terra.

Que os dois possam trocar tudo: conhecimentos, carinhos, tristezas, conquistas. Porque só o amor não basta em um casamento. Acho mesmo que John Lennon estava errado quando cantou: All You Need Is Love. Mick Jagger sempre foi mais sábio: It's Only Rock and Roll but I like it. Que a vida de vocês seja um eterno rock e que vocês dancem pela vida juntos, transpassando toda dificuldade e monotonia da rotina. Se for preciso misturem jazz, bossa nova, rap e aproveitem cada um dos muitos momentos que eu espero que vocês possam ter juntos e por favor me convidem sempre porque nessa festa eu faço questão de estar presente.

É só isso. Felicidades a vocês e que o super-homem possa cuidar de todos nós!

Um comentário:

Lisa disse...

Você voltou. Sempre sempre e sempre passava aqui e ficava chateada por você não escrever mais. Agora entrarei todos os dias porque amo seu jeito. E e-mail, vai rolar?

Um beijo,
Lisa.