terça-feira, 7 de agosto de 2007

Onde está a Mulher?

Estará lá onde possa ser vista por um homem, ou na paixão que leva à morte? Estará nos olhos de ressaca de Capitu, ou naquilo que de mais humano habita o humano? No corpo dissecado na obra de Boujeois? Nos prazeres da abstinência, no silêncio do abismo? Em algo ausente que atormentava Camille Claudel ou estará na mãe de Almodovar? Na força da mulher da favela carioca, ou nos olhos bem fechados de Kubrick?

7 comentários:

Gean G. Silva disse...

A mulher está em todos os lugares e não está em lugar nenhum! A mulher é uma abstração!A obediente Amélia, a ideal Beatriz,A Inocente e enlouquecida Ófelia,A infeliz Dido, A mãe que mata ,Medéia;E tem tbm a Macabéa sonhadora! ìa esquecendo da caridosa Anjelina Jolie ..rs. Onde está ou quem é a síntese da mulher!?

Fábio Gerardi disse...

Oi, lembra de mim?
Primeiramente quero elogiar os textos,vc é sempre coerente e apaixonada.
Entra em contato comigo,queria conversar contigo,meu msn é:fabiogerardi@uol.com.br
Um beijo,um abraço,um afago.

mauriciodndm disse...

o que você quis dizer é que as mulheres estão em todas as partes e não estão em lugar nenhum?

Fernando Bassat disse...

Você consegue me emocionar com poucas palavras Dra!

Prof. Esp. Daniel Freitas Saes disse...

Tem a lírio do campo, de pé no chão cabelo ao vento e rugas das marcas do tempo; e as deusas do encantamento, que se aprontam e usam o batom mais carmim.

Gean G. Silva disse...

Opa, gostei da mulher poema acima!

pedro disse...

não posso falar pessoalmente/mas gostei muito desse seu texto/mais do q. isso é difícil expressar entendimento sobre as mulheres q. existem em todos os cantos e não existem em lugar nenhum/ dá até para falar da mulher q. ocupa seu coração e q. está ausente.