quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Poesia

Caetano é um chato, mas sabe como poucos escrever poesia em forma de música.
E essa é pura dor e delícia.

"Ó doce irmã, o que você quer mais?

Eu já arranhei minha garganta toda

Atrás de alguma paz.
Agora, nada de machado e sândalo.
Você que traz o escândalo,
Irmã-luz.

Eu marquei demais, tô sabendo
Aprontei demais, só vendo
Mas agora faz um frio aqui.

Me responda, tô sofrendo:
Rompe a manhã da luz em fúria a arder
Dou gargalhada, dou dentada na maça da luxúria
Pra quê?
Se ninguém tem dó, ninguém entende nada
O grande escândalo sou eu aqui, só.

Eu marquei demais, só vendo
Aprontei demais, tô sabendo
Mas agora faz um frio aqui.

Me responda, tô sofrendo:
Rompe a manhã da luz em fúria a arder.
Dou gargalhada, dou dentada na maça da luxúria
Pra quê?
Se ninguém tem dó, ninguém entende nada
O grande escândalo sou eu aqui, só".

(Escândalo)


3 comentários:

rodriguez_lara1 disse...

eu gosto dessa música!!

Gean G. Silva disse...

O Caetano é bom, mas faz tantas piruetas em volta do seu 'buraco negro' , tbm conhecido como EU Inflacionado!Está só é um 'escândalo'..que 'complexo de estrela' do C é esse? Já o Oswaldo Montenegro e tantos outros cantam belamente e ficam lá em um canto, esquecidos!!!!!Eita mundo doido..

valentina_costa disse...

Acho que está em moda criticar a obra de Caetano Veloso.
Acho também que este país não tem lembranças, não tem história...é uma pena!