segunda-feira, 14 de julho de 2008

Old Memories


"I want you" cantada por Bob Dylan, repetidas vezes.
Tentando, tentando amor; só economizando forças para mais um round. E sem música não há dança interna, e a gente já falou sobre isso.
A gente já falou sobre tanta coisa e não cessa, não cessa
Não.
E nunca chegamos a lugar nenhum, só lugares-comuns.

"As pessoas me dizem que é pecado
Saber e sentir tanto por dentro
Eu ainda acho que ela era minha alma gêmea
Mas eu perdi a aliança
Ela nasceu na primavera
Mas eu nasci tarde demais
A culpa foi de uma simples virada do destino".

4 comentários:

rodriguez_lara1 disse...

O destino existe de fato ou a gente quem faz?

Dani Baroni disse...

Pois é, tenho o mesmo questionamento do comentarista acima... Talvez, um dia, possamos esclarecer essa questão.
PS: A foto é do filme "Encontros e Desencontros", não é? Muito bom por sinal.
Beijão

Helena disse...

A gente faz o destino mas a gente não tem como adivinhar quais serão as consequências futuras das nossas escolhas, muitas vezes a gente vislumbra uma coisa e dá em outra.

Ma, posso fazer um pedido? Eu já li seu blog inteiro, vc já escreveu sobre filmes que particularmente eu gosto como 21 gramas e O brilho eterno de uma mente sem lembranças, mas vc apenas citou Encontros e desencontros quando falou de Sofia Coppola num tópico.
Escreve sobre ele?
Bjos muito muito grandes.

Helena disse...

Ou Cidade dos Sonhos que é um dos seus filmes favoritos também e aproveita e dá uma esclarecida nele porque David Lynch muitas vezes supera a minha inteligência.