domingo, 20 de julho de 2008

Tudo errado?

E você disse no final do encontro: "deu tudo errado".
Ok. Pegamos metrô lotado de corinthianos, fomos drogadas num bar, paramos num hotel/motel de vigésima para descansar, paramos num café ainda dopadas e terminamos dormindo cedo e sem fazermos nada, absolutamente nada do que havíamos planejado num hotel que era proibido fumar em todos os lugares. Ok, deu tudo errado.
Fora isso, te ver é sempre certo, sempre bom, sempre legítimo, honesto, franco. Com poucas pessoas eu ainda posso ser simplesmente, eu.
O ruim vai ser o dia em que a gente não conseguir rir mais das nossas próprias trapalhadas.

3 comentários:

MR disse...

Impossível algo dar errado quando vocês duas estão juntas.

Helena disse...

Agora eu entendi a mensagem que você me mandou.
Pena eu não poder ter estado na cidade quando eu mais queria.
Beijo.

D. disse...

O bom é saber que esse dia não virá. Nunca deixaremos de rir, mesmo que a gente chore um monte antes da gargalhada. E e exatamente isso, exatamente esse detalhe que nos torna tão especiais e que torna tudo tão singular entre a gente.

Love ya, louca!