sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Maitê Proença e Portugal

Pelo programa de televisão "Saia Justa", a atriz brasileira Maitê Proença visitou Portugal e conseguiu ofender todos os portugueses.

Não acredito que ela tenha ofendido apenas os lusitanos mas aos brasileiros que acham indigno uma pessoa visitar um determinado local e tecer comentários sem conhecimento de causa (Maitê chama o Tejo de mar) e piadas sem graça, insinuando que os portugueses são burros e falando que os considera um povo estranho. Se não bastasse a falta de conhecimento geográfico, conhecimento sobre a história de Portugal, a atriz mostra também a falta de educação e bons modos ao cuspir em uma fonte que é um monumento histórico do país.
No Youtube, o vídeo se proliferou e dele derivou outros tantos vídeos, como o de canais de televisão de Portugal sobre o comportamento da "atriz-apresentadora-escritora-dramaturga"???

Mas o que mais me impressiona não é exatamente o que Maitê Proença fez. Dela escrevi há pouco tempo aqui, dizendo sobre a sua pouca gentileza. O que me causou alguma revolta é averiguar que a maioria dos brasileiros que deixam seus comentários sobre os vídeos no site do Youtube, se posicionam a favor dela e contra os portugueses, que com razão, se revoltaram. Logo, a conclusão que se chega é que Maitê Proença não é algo isolado do que significa o povo brasileiro. Teve as mesmas atitudes que a maioria de nós teríamos. Degradamos uma nação, que não é a nossa, e rimos dela e se não bastasse achamos que temos razão. Depois é o povo lusitano, o povo estranho?

Devíamos era nos envergonhar e pedir desculpas por ela, e entender que se fosse o contrário, alguém de outro país visitasse o nosso e achasse graça em cuspir no Cristo Redentor, faríamos exatamente o que os portugueses fizeram: se indignaram.

Outro vídeo no Youtube é o da atriz pedindo desculpas à nação portuguesa e dizendo que brasileiro é assim: leva tudo na brincadeira e que a gente brinca com o que a gente gosta e aprecia. Alguém entende isso? Porque eu não entendi.

É por esse e tantos outros espetáculos promovidos por tanta gente que nasceu aqui - e que achamos que são fatos isolados - mas que representa todo um comportamento de uma nação é que faz com que eu goste cada vez menos e tenha pouquíssimo orgulho de ser brasileira.

Convido todos à irmos para Salvador e cuspir dentro da Igreja do Bonfim ou à Aparecida e fazer o mesmo com a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Vambora, brincar com o que a gente aprecia!

5 comentários:

Leandro Negreiros disse...

Adoro o Saia Justa, mas dou pouco ouvido ao que a Maitê diz... Pelo visto, o país inteiro, porque o vídeo já é bem antiguinho... Tem uns dois anos que isso foi veiculado. "País" atrasado, duplamente... rs. Bj

Anônimo disse...

Vagabunda sem classe essa mulher

G disse...

Assim, pra combinar com o video.. que jumenta!!!!

Fernando Bassat disse...

Realmente, um país todo é retratado através de um comportamento horroroso como o dela. Lamentável.

Nina disse...

tõ tão por fora, que nem sabia da estória. e continuo sem saber se aconteceu há muito tempo ou se foi agora...