sexta-feira, 18 de junho de 2010

Meu coração um pouco português


Um dos maiores gênios da literatura mundial morreu hoje. Dia triste, dia cinzento para nós, que apreciamos as palavras, o pensar, o refletir.

Morre não só o escritor, mas uma personalidade forte, comunista, exilado, ateu e filosófico. Morre um pouco de nós que crescemos lendo suas críticas ferrenhas à ignorância, à Igreja, à Deus. Morre o homem, o escritor, mas não suas palavras.

Quem nunca leu José Saramago, aproveite esses dias de copa do mundo, por exemplo, para experimentar algo novo, algo que você não esqueça em 90 minutos. Se surpreenda, ria e pense nas palavras do mestre.
Para você que não tem dinheiro para adquirir um livro dele, use a internet e acesse o Caderno de Saramago (escritos aleatórios do autor), o link é:
http:/caderno.josesaramago.org/category/o-caderno-de-saramago/.
E para quem tem uma graninha sobrando vá até a livraria mais próxima e compre "Ensaio sobre a Cegueira", "Intermitências da Morte", "Caim" e as obras-primas, "O Evangelho Segundo Jesus Cristo" e "Ensaio sobre a Lucidez", entre tantos outros.

E no meu coração, a língua portuguesa é um pouco mais bonita por causa dele.


4 comentários:

Helena disse...

'Acho que todos nós devemos repensar o que andamos aqui a fazer. Bom é que nos divirtamos, que vamos à praia, à festa, ao futebol, esta vida são dois dias, quem vier atrás que feche a porta - mas se não nos decidirmos a olhar o mundo gravemente, com olhos severos e avaliadores, o mais certo é termos apenas um dia para viver, o mais certo é deixarmos a porta aberta para um vazio infinito da morte, escuridão e malogro'. Saramago.

É lindo isso. Triste ele ter ido...
Beijão!

Nina disse...

realmente lastimável. um escritor primoroso, um dos maiores gênios da literatura de todos os tempos.
o evangelho segundo jesus cristo marcou minha vida de uma maneira indescritível. e o paulo coelho continua vivo. ai.

Meus pensamentos e outras esquisitices disse...

Pois é, sua ida deixou o mundo menor, mais escuro, mais triste. Dele nos fica a obra, impregnada de humanismo a iluminar os rincões de intolerância e perversidade de que ainda se constitui a maior parte do mundo. Ontem reprisou o programa "Roda Viva", com ele na TV cultura, ele disse, algo assim: "escrevo para me aperfeiçoar como ser humano, sei que me resta pouco tempo para continuar com isso, mas enquanto puder vou me aperfeiçoando."..mais ou menos isso.

Um beijo em você, Mara!

formaxima.com disse...

Mara passei para conhecer seu blog ele é not°10, maravilhoso desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom
Ass:Rodrigo Rocha